Marginália Arte e Cultura na idade da pedrada Marisa Alvarez Lima R$60,00

20190109_115910

Marginália Arte e Cultura na idade da pedrada Marisa Alvarez Lima Salamandra 1996 Bom estado. Corte amarelado. Capa com sujidades.Manuseio. dedicatória na foha de rosto. Qualquer dúvida, pergunte a vontade. Artes usado

FRETE POR CONTA DO COMPRADOR.
CONSULTE O VALOR DO FRETE ENVIANDO UMA PERGUNTA COM O SEU CEP AQUI NO ANUNCIO OU VIA E-MAIL: frankvende@gmail.com

Marginália Arte e Cultura na idade da pedrada Marisa Alvarez Lima R$60,00

R$60,00

Diáspora os longos caminhos do exílio Rabêlo e Rabêlo R$18,00

20181203_191501.jpg

O livro analisa a fundo a experiência dos golpes militares contra Goulart, em 64, e contra Allende, em 73, e da união das forças progressistas na França, que levou à eleição de Mitterrand, levantando questões muito atuais sobre os rumos de um possível governo de esquerda no Brasil. Memória, reportagem e reflexão, Diáspora é a mais completa obra sobre o tema publicado entre nós, redigida por duas pessoas que tiveram de viver 16 anos no exterior, perseguidas pela ditadura militar. Representa um verdadeiro manual de sobrevivência no exílio, diante do qual cabe a pergunta; será que o trem da História pode descarrilhar de novo no Brasil e em outras partes da América Latina

Diáspora os longos caminhos do exílio Rabêlo e Rabêlo Geração editorial 2001 muito bom estado.Pontos amarelados no corte.Qualquer dúvida, pergunte a vontade. Biografias usado

FRETE POR CONTA DO COMPRADOR.
CONSULTE O VALOR DO FRETE ENVIANDO UMA PERGUNTA COM O SEU CEP AQUI NO ANUNCIO OU VIA E-MAIL: frankvende@gmail.com

Diáspora os longos caminhos do exílio Rabêlo e Rabêlo R$18,00

R$18,00

Cidadania Proibida o caso Herzog através da Imprensa Lilian M F de Lima Perosa R$15,00

20180903_195241.jpg

Este livro traz uma lembrança da imagem que o regime militar deixou – proibições, perseguições, cassações, exílios, tortura e morte. Vladimir Herzog, diretor de jornalismo da TV cultura de São Paulo, foi uma das vítimas da ‘operação jacarta’, desencadeada pelas forças de segurança local, em setembro de 1975, sob a acusação de que participava da reorganização do Partido Comunista Brasileiro. Após ter sido intimado a responder às acusações, Vladimir é dado como morto. Segundo a nota oficial divulgada pelo II exército, ele cometeu suicídio . O livro analisa a ação de parte da imprensa no episódio.

Cidadania Proibida o caso Herzog através da Imprensa Lilian M F de Lima Perosa imprensa oficial 2001 Muito bom estado. Nome. Qualquer dúvida, pergunte a vontade. Comunicação usado

FRETE POR CONTA DO COMPRADOR.
CONSULTE O VALOR DO FRETE ENVIANDO UMA PERGUNTA COM O SEU CEP AQUI NO ANUNCIO OU VIA E-MAIL: frankvende@gmail.com

Cidadania Proibida o caso Herzog através da Imprensa Lilian M F de Lima Perosa R$15,00

R$15,00

A aventura de Miguel Littín clandestino no Chile Gabriel Garcia Marquez R$15,00

20180828_184229.jpg

A RECONSTRUÇÃO EMOCIONAL DE UMA AVENTURA, DRIBLANDO RISCOS E AMEAÇAS DO PODER MILITAR O chileno Miguel Littín figura numa lista de 5 mil exilados proibidos pelo regime militar de retornar à terra natal. No entanto, no começo de 1985, ele esteve clandestinamente no Chile e filmou mais de 7 mil metros de película sobre a realidade de seu país depois de 12 anos de ditadura militar. Totalmente disfarçado, com documentos falsos e sob a proteção de organizações democráticas clandestinas, Littín dirigiu três equipes europeias de cinema, cobrindo de ponta a ponta o território nacional. Em conversa com o cineasta, García Márquez soube de seu feito e conseguiu vislumbrar por trás daquilo outro relato: o da aventura humana, com todas as suas implicações profissionais e políticas, condensado nestes dez capítulos. Mais do que um texto literário, este livro constitui um modelo de excelente reportagem, um trabalho feito por um escritor em paralelo à sua extraordinária carreira na literatura.

A aventura de Miguel Littín clandestino no Chile Gabriel Garcia Marquez Record 1986 Bom estado. Corte amarelado. desgaste na lombada. Manuseio. Qualquer dúvida, pergunte a vontade. Literatura Estrangeira usado

FRETE POR CONTA DO COMPRADOR.
CONSULTE O VALOR DO FRETE ENVIANDO UMA PERGUNTA COM O SEU CEP AQUI NO ANUNCIO OU VIA E-MAIL: frankvende@gmail.com

A aventura de Miguel Littín clandestino no Chile Gabriel Garcia Marquez R$15,00

R$15,00

Dossiê Herzog prisão tortura e morte no Brasil Fernando Jordão R$35,00

_MG_4277

Publicado pela primeira vez em 1979, esta obra é um marco na luta pró-democracia, pois depois dela, outras ações vieram para, de uma forma ou de outra, contribuir para a mudança, que se fazia necessária, do curso da história do Brasil. Com a prudência exigida na época e ao mesmo tempo uma boa dose de ousadia, Fernando Pacheco Jordão – em memória ao amigo/irmão assassinado – reuniu neste livro as evidências sobre aquele e outros atos de barbárie que se tornavam cada vez mais freqüentes na vida do brasileiro e, além de alertar o cidadão que era chegada a hora de um ‘basta’ para aquela situação, fez da obra um dos mais significativos trabalhos de jornalismo investigativos publicados no Brasil.

Dossiê Herzog prisão tortura e morte no Brasil Fernando Jordão global 1979 muito bom estado. Dedicatória. Corte amarelado. Qualquer dúvida, pergunte a vontade. História do Brasil usado

FRETE POR CONTA DO COMPRADOR.

CONSULTE O VALOR DO FRETE ENVIANDO UMA PERGUNTA COM O SEU CEP  AQUI NO ANUNCIO OU VIA E-MAIL: frankvende@gmail.com

Dossiê Herzog prisão tortura e morte no Brasil Fernando Jordão R$35,00

R$35,00

Luiz Carlos Prestes na Poesia Laércio Souto Maior R$14,00

_MG_3268

Luiz Carlos Prestes na Poesia é uma antologia que aglutina poemas que têm como mote a vida e os feitos do Cavaleiro da Esperança. Laércio Souto Maior, durante quase duas décadas, pesquisou a produção poética e selecionou aproximadamente 80 autores, do Brasil e de todo o mundo, que tiveram em Prestes o mote poético. Paul Éluard, Pablo Neruda, Mario de Andrade, Murilo Mendes, Alexei Bueno, entre outros, são alguns dos bardos presentes no livro, além de literatura de cordel.

Luiz Carlos Prestes, figura histórica, é, entre outras coisas, apontado como o pai da guerrilha moderna. Ele comandou a maior marcha militar da história da humanidade. Gerardo Melo Mourão afirma que a história do Brasil se divide em antes e depois da Coluna Prestes. Jornais relevantes, como O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo, observaram que Prestes foi um dos construtores da nação. Laércio Souto Maior nasceu em Caruaru [PE], é advogado, com curso de pós-graduação em História do Brasil.

Luiz Carlos Prestes na Poesia Laércio Souto Maior Travessa dos editores 2006 Bom estado. Dedicatória do autor.Três ultimas folhas (referencias bibliográficas) descoladas da lombada. Resto do livro em excelente estado. Qualquer dúvida, pergunte a vontade. Poesia usado

FRETE POR CONTA DO COMPRADOR.

CONSULTE O VALOR DO FRETE ENVIANDO UMA PERGUNTA COM O SEU CEP  AQUI NO ANUNCIO OU VIA E-MAIL: frankvende@gmail.com

Luiz Carlos Prestes na Poesia Laércio Souto Maior R$14,00

R$14,00